• Publicidade

O Brasil está virando um país obeso: saiba como mudar essa estatística combatendo a obesidade

O Brasil caminha a passos largos para ser um país com um grande número de pessoas obesas, mas ainda é possível frear essa tendência, saiba o que você pode fazer para evitar a obesidade. 

obesidadeDe acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, na pesquisa Vigitel 2017, realizada de fevereiro a dezembro de 2016, a cada cinco brasileiros, pelo menos um deles sofre de obesidade, o que é um índice bem elevado.

Em 2006, a porcentagem de obesos no país era de 11,8%, enquanto o ano de 2016 trouxe um índice de 18,9%, também de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o que é um avanço muito grande para apenas 10 anos.

Esses índices foram calculados com base nas respostas de mais de 50 mil pessoas de ambos os sexos, com pelo menos 18 anos de idade, da maioria das capitais do país.

Para chegarem a essa conclusão, foi preciso calcular o índice de massa corporal (IMC) de cada pessoa entrevistada. Resultados que foram iguais ou maiores que 25 foram considerados como excesso de peso, enquanto os maiores de 30 foram considerados como obesidade.

Esse é um índice bastante preocupante, que mostra que o Brasil avança muito rapidamente para ser um país de obesos, rótulo que certamente não é positivo.

Maiores causas de obesidade na população brasileira

Alguns fatores que fazem parte da rotina de muitos brasileiros podem contribuir para que eles desenvolvam a obesidade com mais facilidade do que outros. Confira alguns desses fatores:

Má alimentação

Obviamente, essa é uma das maiores causas da obesidade na maioria dos brasileiros. Ainda de acordo com a mesma pesquisa, a porcentagem da população que consome feijão, um dos alimentos mais presentes na mesa do brasileiro, passou de 67,5% para 61,3%.

As pesquisas também indicaram que apenas uma a cada três pessoas tem o costume de comer frutas e verduras em pelo menos cinco dias da semana.

Com o rápido crescimento de restaurantes e redes de fast food, as pessoas criaram o hábito de comer o que é mais fácil e rápido, o que também tem colaborado para o aumento do índice de obesidade.

Rotina agitada

A rotina agitada também se tornou uma grande causa de obesidade na população brasileira. Com a falta de tempo, é comum que passem a adotar uma dieta menos equilibrada e também deixem de praticar atividades físicas.

Novamente, entram as lanchonetes, restaurantes e fast foods, que estão em todos os lugares e oferecem mais facilidade no momento de comer em menos tempo.

Noites mal dormidas

As noites mal dormidas também se tornaram um dos maiores fatores de risco para que os brasileiros se tornassem uma população com mais pessoas obesas.

A ansiedade, que não permite que a pessoa caia no sono, bem como o costume de se manter conectado no celular, colaboram para que as noites de sono sejam piores, o que consequentemente afeta a saúde

Todos esses problemas colaboram para que as pessoas apresentem desequilíbrios hormonais, o que por sua vez resulta na diminuição da produção de glicose, que faz com que a pessoa comece a sentir mais necessidade de comer alimentos energéticos.

Soluções saudáveis para combater a obesidade

Com algumas mudanças de hábitos, é possível sentir uma grande diferença na sua saúde e ainda combater a obesidade.

Mudanças alimentares

Se alimentar de uma forma mais saudável é um dos primeiros passos para ter uma saúde melhor e combater a obesidade.

Muitas pessoas acreditam que parar de comer é a melhor solução, mas não: o mais indicado é comer com equilíbrio e preferir ingerir alimentos saudáveis, além de evitar embutidos, industrializados e alimentos ricos em gorduras saturadas, como aqueles que são encontrados em fast foods.

É claro que esses alimentos podem ser consumidos esporadicamente, mas, na rotina, o ideal é que apenas alimentos saudáveis e naturais façam parte da dieta.

Planeje suas refeições

Ao fazer um planejamento de cardápio semanal, fica mais fácil saber o que comer no dia e, assim, evitar cair na tentação de comer algo já pronto, como congelados ou lanches.

Durante esse planejamento de cardápio, também é importante separar corretamente a quantidade de cada alimento que será colocado no prato. Uma consulta ao nutricionista pode ajudar a indicar as quantidades certas para cada pessoa.

Tente descansar bem à noite e reduzir o estresse

Uma noite mal dormida certamente é sinal de preocupação e estresse. Isso faz com que o dia da pessoa seja totalmente desregulado emocionalmente e fisicamente também, principalmente em relação a alimentação.

Ao ficar estressado é normal que algumas pessoas sintam mais vontade de comer, e isso com certeza não é uma das melhores coisas a se fazer quando o objetivo é combater a obesidade. Então, tente ao máximo se manter calmo e sem cansaço acumulado.

Evite bebidas muito calóricas

Algumas das bebidas preferidas dos brasileiros são os refrigerantes, sucos em pó e a cerveja. Por sinal, essas são as principais bebidas que colaboram com o nível de obesidade e, no caso dos refrigerantes, podem colaborar até mesmo com o aparecimento de diabetes.

Então, o mais indicado é preferir fazer a ingestão de sucos naturais e de muita água, para que o nível de obesidade não aumente e, consequentemente, resulte em uma doença crônica mais séria para o paciente.

Pratique atividades físicas

Praticar atividade física é fundamental, não apenas para pessoas que estão acima do peso, mas também para quem está em forma, já que a atividade física melhora a saúde e ajuda a evitar o aparecimento de vários problemas mais sérios.

Quem não tiver o costume de praticar atividades físicas deve começar aos poucos e evoluir diariamente, para que não sinta dores muito intensas e que obriguem a interromper o processo.

Algumas pessoas não gostam do ambiente fechado de academias, cheias de aparelhos e pessoas. Elas podem aproveitar para praticar exercícios ao ar livre, seja em praças públicas ou até mesmo nas ruas e avenidas, algumas são ótimas para caminhadas.

Combata a obesidade com passos simples!

Manter uma alimentação equilibrada pode ser um pouco complicado no início, mas se acostumar não é nada impossível, além de ser possível perceber a diferença na balança.

Praticar exercícios ao ar livre é muito mais gostoso, prazeroso e tranquilo do que em um ambiente totalmente fechado. Além dos exercícios ao ar livre, o momento da caminhada até chegar nesses aparelhos também é importante e faz parte de todo o conjunto de exercícios que ajuda a melhorar sua saúde.

Por isso, com um descanso adequado, uma boa dieta e exercícios físicos, seja em aparelhos de ginástica ao ar livre ou na academia, todo mundo pode perder bons quilos, levar uma vida mais saudável e, de quebra, ajudar a melhorar as estatísticas do país!

Sobre Galdino

Paixão por saúde e qualidade de vida. Desde 2013 buscando informações sobre a melhor maneira de se viver com mais saúde e melhor qualidade de vida. Mantenho alguns blogs com o objetivo principal de passar adiante as informações e o conhecimento que tenho adquirido ao longo desse tempo. Durante esses anos tenho "corrido" atrás de conteúdos relevantes que, de alguma forma, possa me ajudar e ajudar outras pessoas a viver com mais qualidade de vida. Ps. Tenho 47 anos, sou goiano, evangélico, solteiro e tenho um filho de 13 anos, motivo do meu orgulho e alegria. Sou apaixonado séries e filmes de ação. Adoraria aprender tudo sobre fotografia.
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe seu comentário

  • Publicidade