• Publicidade

Os desafios de emagrecer após os 30 anos. Entenda o que muda no organismo

emagrecer após os 30 anos

Emagrecer após os 30 anos de idade é uma dificuldade enfrentada por muitas pessoas, principalmente pelas mulheres. Mas o que acontece com o metabolismo quando se chega nesta fase da vida? Confira logo abaixo!

Para começar, falaremos um pouco sobre o que é o metabolismo. Ele, para quem não sabe, faz a assimilação ou desassimilação de substâncias que são essenciais à produção de energia. Isso tudo só é possível devido aos hormônios que são produzidos ao longo da vida, cada um com suas especificidades nos diferentes órgãos do corpo humano.
É justamente a partir dos 30 anos de idade que inicia-se os primeiros declínios hormonais, onde aqueles da glândula supra renal são produzidos gradativamente, influenciando diretamente na diminuição da massa muscular, e fazendo o metabolismo ficar mais lento.

Principais razões que dificultam o emagrecimento após os 30 anos de idade:

Tanto os homens quanto as mulheres devem redobrar os cuidados com o peso após esta idade, principalmente os sedentários, onde a situação é mais preocupante. Estudos apontam que, aos 30 anos, o indivíduo começa a perder, em média 2 a 5% do metabolismo celular a cada década, e diminui mais ou menos 1% da massa magra a cada ano.
Uma dica importante para tentar enganar o metabolismo é dormir ao menos 8 horas por dia. Pode não parecer importante, mas dormir bem influencia na perda de peso, pois quando se dorme mal, o nível de cortisol (hormônio que estoca gordura no organismo) aumenta e inspira o ganho de peso.

Os cuidados com a alimentação devem ser redobrados para se conseguir emagrecer após os 30 anos

Como a maioria (porque existem algumas exceções) que chega aos 30 anos possui o metabolismo mais lento, todas as gostosuras como os chocolates, as frituras e as massas, que são facilmente ingeridas, vão diretamente para a barriga formar a chamada gordura localizada, aqueles culotes que todas as mulheres “adoram”.
Nesta fase, o consumo de alimentos ricos em proteínas precisa ter uma atenção especial, pois os aminoácidos provindos dela possui os principais nutrientes que os músculos necessitam para serem reconstruídos todos os dias.
Na hora de escolher os alimentos proteicos, lembre-se de dar atenção aos magros como os vegetais (quinoa, lentilha, amaranto, soja, grão de bico, cogumelo, etc. O iogurte desnatado também é uma excelente opção; os peixes magros, a alcatra, o patinho e os filés, suínos e bovinos também são uma boa pedida.

A prática de atividade física diminui o impacto metabólico causado pela desaceleração do organismo

Uma atividade física rotineira pode ajudar bastante na aceleração do metabolismo. Exercícios como musculação, treinos funcionais e até alguns esportes que exigem uma baita força física, são favoráveis para a evolução da massa muscular, tornando o corpo ativo e, consequentemente, queimando aquelas calorias indesejadas.

É válido ressaltar que emagrecer após os 30 anos pode influenciar na qualidade de vida aos 40, 50, 60 e 70 anos.  Tudo dependerá das atitudes tomadas hoje, pois colaborar com o bem estar é algo primordial que deve ser levado para o resto da vida.

Imagem cortesia de Patrisyu em FreeDigitalPhotos.net

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe seu comentário

  • Publicidade